18 de março de 2017

Figueira da Foz na “crista da onda” do Turismo

Esta semana, na nossa viagem ao centro país, percorremos as paisagens do Baixo Mondego e fomos em busca de alguns dos tesouros desta região. A Figueira da Foz foi o primeiro destino a acolher a nossa equipa. Conhecida pela sua riqueza em produtos endógenos, mas também pelo sol e pelas suas praias, que convidam os turistas a passar um dia em família nos seus extensos areais, e cidade tem feito um forte investimento nas atividades desportivas e saudáveis.

O surf é um dos pilares principais desta estratégia. A Praia do Cabedelo, e as suas ondas propícias à pratica desta atividade, tem atraído cada vez mais amantes da modalidade oriundos de todo o mundo.

“Temos boa onda, temos bons atletas, boas escolas e uma associação muito empenhada na promoção do surf, mas o grande potencial são as ondas e essas estão cá. Dá para todos os gostos. Dá para um processo de aprendizagem, como também para um processo mais exigente de prática, e nessa perspetiva o que está atrás de mim eu pretendo que seja uma verdadeira estância de surf. (..) O surf mobiliza muita gente. Com a sua animação, com as suas gentes, com os seus praticantes, o surf proporciona um ambiente extremamente agradável”, explica João Ataíde, Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, numa entrevista ao Imagens de Marca.

Uma atividade, que está a dinamizar a própria economia local, gerando negócios diferenciadores. A 10 minutos da Praia do Cabedelo encontramos a Quinta D’Anta, um hotel rural, situado em Maiorca, precisamente com o surf e outros desportos em pano de fundo. “Notámos que há realmente uma lacuna muito grande na abordagem ao surf aqui na zona da Figueira da Foz. Tenho ideia que todos os players que há neste momento operam na praia à espera que o turismo chegue para depois lhe prestarem um serviço de aulas de surf. Nós tentámos mudar aqui o paradigma. Portanto, tentámos criar packs em que se inclui a estadia, outras atividades, como o patel, bicletas, mota de água, mas essencialmente ir buscar o turista que está interessado em aprender surf em Portugal, oferecendo-lhe um pacote à medida em que o objetivo é trazer turistas para a Figueira, para o cabedelo”, refere João Carvalheiro, sócio-gerente deste empreendimento (veja aqui a entrevista na íntegra).

Mas, além do surf e de outros desportos, a Figueira da Foz continua a atrair milhares de pessoas graças à diversidade da sua oferta cultural e turística. Conheça os principais eixos estratégicos delineados pela autarquia, na entrevista com Presidente da Câmara Municipal, João Ataíde, que pode visualizar no vídeo acima.

Avalie este artigo 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
3 votos
Loading ... Loading ...
Jornalista: Francisco Branco; Imagem: Patrique Almeida; Edição: Rui Rodrigues

Comentários (1)

  1. Espetáculo
    Venham ver a Praia da Costa de Lavos
    Segredo de muitos surfistas
    Pesca de arte Xavega
    Parque para caravanas com água de borla

    por: Vozdacostadelavos,

Escreva o seu nome e email ou faça login com o Facebook para comentar.