O significado das cores para as marcas

2 de julho de 2013

O significado das cores para as marcas

Até que ponto a cor que uma marca escolhe para o seu logótipo pode afetar as vendas? Esta pode ser uma questão banal para os consumidores, mas são muitas as marcas que reconhecem a importância da cor que escolhem para a sua imagem.

Sabe-se que a escolha das cores na criação de um projeto, seja de um logotipo, um website ou outro, é de extrema importância na forma como a marca é depois percecionada pelos consumidores, pois as cores têm significados distintos em diferentes mercados.

Mapa_das_cores_marcasPor exemplo, o branco representa tradicionalmente pureza e inocência nas culturas ocidentais, mas nas culturais orientais e africana é a cor da morte. Já o preto, que normalmente significa morte e tem conotações negativas, para os antigos egípcios representava fertilidade, vida e crescimento. Devido à associação com a noite, o preto pode também expressar mistério, enquanto é o símbolo de elegância e simplicidade no mundo da moda. O vermelho é geralmente associado a paixão ou perigo, mas na Roma e Grécia antigas era a cor associada a guerra. Na Rússia é a cor da liberdade, na China, é uma cor habitual para vestidos de noiva e nos Estados Unidos, simboliza o amor, dinamismo e poder. Já o amarelo é considerado por muitos a mais ambígua das cores, simbolizando características e sentimentos opostos. Por um lado, é um sinal de inteligência, felicidade e iluminação, por outro, representa inveja e traição.

Sabe-se hoje que as cores influenciam a mente humana, o que faz com que, segundo um artigo do Marketing Directo, os designers tenham que compreender o significado das cores e saber como utilizá-las de acordo com o desejo dos seus clientes, assim como devem ser capazes de transmitir uma determinada mensagem além de gerar uma resposta emocional dos clientes e seu público através do logotipo.

Há que ter em conta que cada cor utilizada em marcas nos transmite sensações totalmente distintas. Enquanto o preto poderá significar poder, força e profissionalismo, o verde está ligado à natureza, à juventude e ecologia, já o azul por seu lado, transmite-nos ideia de credibilidade, limpeza e tecnologia, assim como saúde.

Para o Facebook, por exemplo, foi escolhido o azul porque Mark Zuckerberg não distingue o vermelho do verde, segundo dizem, e apesar de em muitos casos estas seleções de cores parecerem aleatórias, as marcas conhecem na perfeição este tipo de temas.

Segundo a empresa de análise de mercado KISSmetrics, citada pelo Marketing Directo, também é importante ter em conta a quem é dirigido o negócio. Para quem está a pensar criar um produto ou aplicação destinada a mulheres, a KISSmetrics aconselha a usar cores como azul, roxo ou verde e evitar cores como laranja, castanho ou cinzento. Pelo contrário, para algo destinado a homens, aconselha-se a usar o azul, verde ou preto, que são as cores preferidas deste tipo de público, enquanto se considera que não se deve usar castanho, laranja, ou roxo.

Avalie este artigo 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
18 votos
Loading ... Loading ...
Sandra Barata

Comentários (2)

  1. UM BOM ARTIGO MUITO ELUCIDATIVO

    por: carlos coutinho,
  2. Muito interessante !

    por: ana rodrigues,

Escreva o seu nome e email ou faça login com o Facebook para comentar.