Uma certa “moda” de preferência pela ingestão de águas alcalinas

17 de abril de 2017

Uma certa “moda” de preferência pela ingestão de águas alcalinas

Informação descontextualizada a circular na internet e opiniões avulsas veiculadas nas redes sociais têm contribuído para uma «narrativa» que tem vindo a aumentar as perceções erradas sobre o superior benefício das águas alcalinas em relação a outras de diferente Ph.  (Ph é o marcador que indica se uma substância é ácida ou alcalina. O Ph varia de 0 a 14, sendo considerado alcalino quando superior a 7).

A verdade, porém, é que   não existem estudos científicos, nem consenso na ciência, que comprovem as especiais vantagens dessas águas. Com efeito, sobre os particulares atributos das águas alcalinas nunca a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (European Food Safety Authority), deu parecer favorável, nem   reconheceu com critério científico qualquer relação de causa / efeito entre a ingestão de águas alcalinas e o seu benefício para a saúde.

No entanto, a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar reconheceu em parecer científico relação causa / efeito entre a ingestão de água e a normalidade das funções físicas, cognitivas e a regulação normal da temperatura corporal, tal como reconheceu que a ingestão de água que compense as perdas de água e assegure uma hidratação adequada do corpo humano é essencial para a saúde e para a vida.

Também, o Presidente da Sociedade Portuguesa de Hidrologia Médica e da “International Society of Medical Hydrology”, Professor Pedro Cantista, se pronunciou sobre a matéria ao sublinhar «o aconselhamento de uma água baseado unicamente no simples critério do ph é altamente redutor. Há muitos outros fatores a ter em conta, quando se pretende aconselhar uma água».

O Médico e Professor Universitário, concluiu «Todas as águas têm composições diferentes. Não há duas águas iguais. Mas seja qual for o ph que uma dada água tenha, o importante é defender e valorizar a ingestão de águas naturais».

Nuno Pinto de Magalhães, Presidente da APIAM

Avalie este artigo 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
12 votos
Loading ... Loading ...
Por Nuno Pinto de Magalhães

Comentários (1)

  1. É bom ouvir quem sabe de verdade!

    por: Isabel Carlos,

Escreva o seu nome e email ou faça login com o Facebook para comentar.